Descobre as tendências deste verão

IMG-1

Foto: http://amybartlam.blogspot.com/

Olá, meus leitores!

 

Temos de estar sempre atrás das tendências e este Verão trouxe muitas. Bem sei que nem toda a gente tem tempo de estar sempre a par. Por isso, é que quero fazer um pequeno resumo do que têm acontecido. Das novas tendências, aos novos estilos, tudo o que tenha a ver com remodelar o nosso lar.

 

Este ano parece ser um bom ano para fazer obras em casa. Vamos por partes: na casa de banho o que tem sido tendência é o dourado. Pequenos apontamentos, uma pequena linha metálica ou um mobiliário dourado, irá certamente trazer um novo ar à casa de banho da sua casa.

 

Se estamos a falar de tendência de Verão não há como fugir ao padrão floral. Mais uma vez, tem sido moda dar um toque floreado às casas. Dos panos da cozinha, aos sofás, passando pelo papel de parede, tudo cai bem neste ano de 2016.

 

Continuamos a ser muito influenciados com a decoração nórdica, muito por causa do IKEA. Eles são bons nisso, não há como negar. Este ano trouxeram consigo a madeira natural, que dá um certo toque especial ao interior da sua casa. Trazer a natureza e o campo é sempre uma boa ideia!

 

Em termos de tons, este ano, os tons cinza, castanhos e brancos ficam bem em qualquer coisa. As cores pastel também têm sido usadas em vários certames de decoração de interiores. Tente juntar estas cores a sítios que em princípio nunca colocaria. Deixe-se levar pela sua imaginação. Por exemplo: o branco já alargou as suas fronteiras. Já vemos o branco em várias divisões da casa, sem ser na cozinha ou na casa de banho. Experimente!

 

E se lhe dissesse que os losangos estão na moda? E os quadrados? Parece que estou a brincar, não é? A verdade é que as diferentes formas geométricas têm sido bem-vindas a muitas casas. Este padrão irreverente tem aparecido em várias revistas do meio e dando a minha opinião: fica extraordinário nas salas de estar. Tenho uma amiga que optou por colocar losangos com cores quentes na sala. Acreditem no que vos digo: não dá vontade de sair daquela sala!

 

Basicamente, isto tem sido o resumo destes últimos meses nas diferentes revistas. Como sabemos, estamos sempre em constante movimento. Com certeza, daqui a um mês novas tendências aparecerão. E cá estarei eu para vos fazer um pequeno resumo.

 

Até para a semana e boas invenções! :)

Ideias para reutilizar materiais recicláveis

upcycling-9

Olá, meus leitores!

 

Já ouviram falar de upcycle? Basicamente, é o acto de reutilizar um objecto que iria para o lixo, dando-lhe uma nova função. Muitas vezes nem reparamos que muita da tralha que temos em nossa casa pode se transformar em algo útil. Só basta dar uma vista olhos pela casa e dar azo à imaginação. Para facilitar, deixo-vos com pequenas ideias.

 

  1. Rolos de papel higiénico

 

Estão a ver aquele caixote que normalmente temos em casa cheio de cabos? Aquilo fica tudo enrolado e não dá jeito nenhum para tirar sempre que precisamos. E se vos dissesse que o rolo de papel higiénico acaba com isso? Basta colocar um cabo por rolo e o problema fica resolvido!

 

  1. Palitos

 

Muitas vezes não temos sítio para pôr as facas mais afiadas. Ainda para mais quando precisamos sempre delas à mão. Com uma pequena caixa, basta enchê-la de palitos virados para cima. De um momento para o outro, fica com um sítio bem original para pôr as facas.

 

  1. Legos

 

Todos temos legos, não há como esconder isso. Eu, pelo menos, devo ter umas 5 caixas nos armários cheio disso. E se vos dissesse que, com 3 peças de legos, consegue transformá-las num original suporte para as chaves de casa? Basta pôr uma peça maiorzinha na parede e depois faça um buraco naquelas peças mais pequeninas. De seguida, ponha essa peça pequena na que está na parede e use o buraco para pôr as chaves de casa. Fácil!

 

  1. Talheres

 

Temos talheres que nunca usamos, por já estarem um pouco desgastados. Não são usados para as refeições, mas agora podem ser usados como ganchos na parede da cozinha para pôr os diferentes panos. Basta, com um parafuso, pregar à parede e dobrá-lo completamente. Simples e original!

 

  1. Caixa de vinhos

 

Estão a ver aquelas caixas que vêm com 6 vinhos? E se vos dissesse que pode aproveitar para pôr os sapatos? Esta deve ter sido das últimas invenções que fiz cá por casa. Tenho de dizer que ficou adorável!

 

Dá a ideia que tudo pode ser reutilizado se formos criativos. Este tem sido o meu passatempo desta semana. A minha casa fica logo com outra cara. E, lá está, são coisas que já tínhamos em casa e que não damos importância nenhuma. Sou capaz de voltar a este tema nas próximas semanas. Fiquem atentos!

 

Até para a semana e boas invenções! :)

 

As principais razões para fazer uma remodelação

shutterstock_364246514

São muitas as razões que levam as pessoas a quererem remodelar a casa. Uns, apenas o fazem por ficar mais bonito e moderno, mas há aqueles que realmente precisam de umas alterações devido a outros factores. E são esses factores que vou enumerar neste artigo, escrito com o intuito de informar e de chamar a atenção de quem ainda não se consciencializou de que uma remodelação pode ser mesmo a solução para muitos problemas.

Razão 1: Paredes esburacadas e com a tinta a descascar

shutterstock_301605455

As paredes esburacadas e com a tinta a descascar é um dos motivos mais comuns para que uma nova pintura seja feita na casa, até porque, antes da pintura, será sempre feita uma reparação. Muitas vezes, existem certos problemas de bolor e de infiltração que são facilmente resolvidos com este tipo de remodelação.

Razão 2: Mobília antiga e já a quebrar

shutterstock_208326955

A mobília antiga é muito bonita até começar a dar problemas. A verdade é que os anos também passam por ela, o que faz com que as rachas comecem a aparecer. Comprar novos móveis é, assim, a solução mais coerente.

Razão 3: Ambiente pesado na casa

shutterstock_156376118

Chegar a casa e sentir um ambiente pesado é bem possível, caso a decoração também o for. Viver num espaço onde predominam as cores pesadas e aborrecidas só vai fazer com que você fique também com esse espírito. Evite isso! Vá já ver uns tons mais alegres e vivos para dar nova luz à sua casa!

Razão 4 – Falta de espaço na cozinha

shutterstock_268416083

Uma das coisas que mais queremos é ter espaço de arrumação. Esta necessidade está presente nas várias divisões da casa, nomeadamente na cozinha, onde, para além dos utensílios, ainda precisamos de ter todos os electrodomésticos bem à mão. E, quando isso não acontece, até parece que ficamos mais impacientes. Livre-se disso, remodelando a sua cozinha com armários mais espaçosos e funcionais.

Razão 5 – Problemas com alergias

Sabia que a alergia que não o(a) larga pode ser derivada ao pó da sua alcatifa? Uma alcatifa, por muito limpa que seja, ganha sempre muito lixo, ácaros e pó, o que leva muita gente a ter longas e insuportáveis alergias. Acha que precisa mesmo de passar por isto? Uma nova remodelação ao chão da sua habitação pode ser determinante para o término desta situação.

Acabe com as suas queixas e coloque mãos à obra. As remodelações até podem não ser baratas, e compreendo que queira adiá-las por esse motivo, mas já viu que soluciona a maioria dos seus problemas?

Mudar de casa: O que pensar antes de fazer uma mudança

shutterstock_310072547

As mudanças podem facilmente tornar-se num desastre, se forem feitas em cima do joelho e à pressa. Já cheguei a ter amigos a queixarem-se de objectos perdidos e de móveis completamente amolgados, porque não despenderam muito tempo a organizar as mudanças que estavam a levar a cabo.

Para que o mesmo não aconteça consigo e para que tudo corra na perfeição, existe um conjunto de procedimentos que deve ponderar muito bem antes que chegue o grande dia.

  1. Quais os objectos a levar

 Saber quais os objectos que quer levar é muito importante, pois é isso que vai influenciar as suas outras escolhas. Faça um inventário e analise se precisa mesmo de levar tudo o que tem na sua antiga morada. Vai ver que muitas coisas são apenas tralhas dispensáveis.

  1. Como os vai transportar

Depois de saber o que vai levar, necessita de pensar muito bem no meio de transporte que quer utilizar. Se, por exemplo, quiser levar mobílias, uma carrinha não será suficiente.

  1. A qual empresa recorrer

O terceiro passo é saber se vai, ou não, precisar de contactar empresas de mudanças. Tudo vai depender do número e do tipo de pertences que vai levar. Contratar uma transportadora vai fazer com que gaste mais algum, no entanto, vai também facilitar-lhe imenso este serviço.

  1. Qual o material de embalamento a utilizar e em que quantidade

O material com que vai embrulhar as suas coisas também deve ser pensado, para não ficar com falta dele na hora do embalamento. Geralmente, este material baseia-se sempre no mesmo: caixas de cartão, sacos de plástico, plásticos de bolhas, jornais velhos, fita-cola, tesoura e marcadores.

  1. Que burocracias devem ser resolvidas

Um último ponto que deve ser pensado com muita ponderação é o encerramento de contas bancárias e de contratos de água, luz, telefone, internet, etc. O que vai fazer com a sua casa antiga é, também, algo que deve decidir com alguma prudência. É aconselhável que comece a tratar disto, pelo menos, uns meses antes.

Não faça da sua mudança um serviço muito moroso e danoso para si. Pense em todos estes pontos com alguma antecedência e tome sempre as decisões com bastante firmeza. Vai ver que, assim, tudo correrá bem.

Como empacotar tudo nas mudanças para Lisboa

joalto

Tem que empacotar muita tralha para a sua casa nova? Vá, não deite já as mãos à cabeça só de pensar no enorme trabalho que vai ter com as suas mudanças para Lisboa! De facto, esta tarefa é, à primeira vista, bastante complexa e demora o seu tempo a ser elaborada, mas, se fizer tudo de forma organizada e com uma preparação prévia, certamente que poupará algum tempo e algumas dores de cabeça!

 

Ponto 1

Pegue num lápis e num caderno e escreva o que quer levar para Lisboa, de forma a que as suas mudanças do Porto para a cidade das sete colinas sejam mais rápidas e fáceis.

 

Ponto 2

Nas suas mudanças para Lisboa vai precisar de várias caixas de cartão e de plástico, de preferência de vários tamanhos. Tenha também em sua posse muitos sacos (de plástico, de papel e de pano), para além de panos e roupas velhas, rolos de filme plástico, plásticos de bolha, folhas de jornal, tesouras, fita-cola e marcadores.

 

Ponto 3

Antes de começar a empacotar tudo, guarde primeiro aquilo que pensa ser mais urgente e pessoal. Pode, numa eventualidade, não conseguir arrumar tudo à chegada. Deixe também uma caixa para guardar o que vai precisar até ao último minuto na casa antiga. Com isso feito, comece a embalar o que é mais pesado nas caixas e o que é mais leve nos sacos. As caixas devem também levar os artigos mais frágeis (pratos, copos, bibelots, etc.), enquanto que os sacos podem, ou não, levar as coisas mais resistentes. Esta questão já é consigo, até porque tudo depende do seu peso. Não se esqueça de forrar todos os objectos com plásticos, jornais ou panos velhos.

 

Ponto 4

Encha espaços vazios das caixas com roupas velhas ou com os sacos mais leves.

 

Ponto 5

Se vai levar as suas mobílias consigo nas mudanças do Porto para Lisboa e precisa de as desmontar, faça-o, mas guarde todos os parafusos num plástico e identifique-o.

 

Ponto 6

Se, nas suas mudanças do Porto para a capital, quiser levar as gavetas e as caixas que já usava em casa, então deixe as coisas exactamente onde estão e leve-as já arrumadas. Mas revista tudo com filme plástico!

 

Ponto 7

Já com tudo empacotado, está na hora de marcar as caixas e os sacos, nomeando o que é frágil e o que é resistente, assim como o tipo de objectos que estão guardados.

 

Ponto 8

Parta para uma das fases finais das suas mudanças para Lisboa: chegou a hora de arrumar tudo no carro! Coloque o que é mais pesado em primeiro lugar e o que é mais leve depois, até mesmo para conseguir preencher espaços vazios. De certeza que não quer que as suas caixas “andem aos saltos” a viagem toda!

 

Já está mais entusiasmado(a), confesse! Fazer mudanças do Porto para Lisboa pode ser um trabalho menos complexo do que estava à espera. Não quero com isto dizer que não é algo trabalhoso e nada demorado (até porque deve deixar a sua casa antiga minimamente limpa), mas não é uma tarefa tão exaustiva como parece. E isto serve todas as cidades: quer tenha que fazer mudanças para Lisboa, para Coimbra, para Faro, etc., ou mesmo para fora do país, a organização deve ser a mesma. E, claro, a paciência também!

 

 

Como organizar as suas mudanças do Porto para uma cidade estrangeira

joalto (2)

Sair do país de origem é sempre um momento muito complicado. Ultimamente, é o que mais acontece: ou as oportunidades de um emprego na área de estudos são escassas ou, quando existem, não têm o mínimo de condições. Emigrar acaba por ser, assim, a hipótese mais viável. Se está nessa situação e prestes a fazer mudanças do Porto ou mesmo mudanças de Lisboa para uma cidade estrangeira, tenha em mente que uma boa organização é meio caminho andado para que tudo corra como pretende.

Quer prepare as suas mudanças em Lisboa ou inicie estes trabalhos de mudanças no Porto, a primeira coisa é fazer é sempre a mesma: investigar qual é a melhor transportadora para o serviço. Analise a opção mais viável e barata de transporte: se por terra, pelo mar ou pelo espaço aéreo. Tenha também em conta o valor das burocracias no país de destino. Ao enviar os orçamentos, inclua sempre o país para onde vai, o dia da partida, o da chegada e uma lista com todos os bens que irão ser transportados. Pense que as suas coisas podem ser revistadas na alfândega, por isso, caso já tenha uma lista com todos os objectos (quantidades e características), torna-se mais fácil tratar dessa situação.

Quando já tiver escolhido a transportadora e tiver já combinado todos os pormenores importantes, passe para a fase mais complicada: embalar os seus pertences. Nas suas mudanças em Lisboa ou na cidade invicta, seja objectivo(a) e decida quais são os pertences que quer levar consigo. Sim, é uma situação muito difícil emocionalmente, mas, quanto mais despachado(a) for, menos sofre. Coloque tudo muito bem acomodado em caixas resistentes e dê-lhes um nome, referindo, também, se se trata de algo frágil ou resistente. Não se esqueça que as suas caixas vão passar de mãos em mãos e podem cair durante o transporte.

Organize também a sua vida cá. Se ninguém ficar a viver na sua casa, cancele todos os contratos: água, luz, internet, etc. Trate dos seus assuntos com o banco e com as entidades a quem vai necessitar de enviar a nova morada. Faça tudo sem esquecimentos, para não ter que cá voltar apenas para tratar de burocracias.

As suas mudanças em Lisboa, tal como as suas mudanças no Porto, têm que ser bem planeadas. Escreva tudo, se pensa que pode esquecer-se de algo. E tenha sempre pensamento positivo, pois uma nova e feliz vida espera por si!

Empresa de transporte e mudanças: vale a pena investir no negócio?

shutterstock_363111845

São muitas as pessoas que gostariam de criar uma empresa de transporte e mudanças. Contudo, este segmento de mercado já se encontra muito explorado, existindo bastantes empresas no mercado, com profissionais muito competentes. Será mesmo que vale a pena investir neste negócio?

Em primeiro lugar, em que mercado deseja actuar? Nacional ou internacional? Realizar o transporte de móveis internacional pode ser bastante mais complicado e exigente, já que implica custos mais elevados, motoristas especializados e uma frota de veículos maior. O transporte de móveis internacional está também sujeito à legislação específica de cada país – ainda que dentro da UE exista livre circulação de mercadorias – relativa às normas rodoviárias e às taxas de circulação. As coimas podem ser muito elevadas, se a lei não for cumprida escrupulosamente.

O transporte de móveis internacional, assim como as mudanças nacionais, por regra, exigem veículos pesados de mercadorias, como carrinhas de grande porte ou camiões, requerendo investimentos avultados e um capital inicial muito elevado. Acresce ainda a necessidade de apólices de seguro de transporte de móveis internacional para fazer face a situações de extravio e/ou danificação de peças de mobiliário ou outros objetos durante a mudança.

Sistema de localização de veículos, GPS e telemóvel são absolutamente necessários, para que a empresa de transporte possa estar sempre em contacto com os motoristas que realizam o serviço. E lembre-se que não basta o motorista. Serão sempre necessários funcionários adicionais para descarregarem e montarem o mobiliário, e os caixotes de objectos que forem transportados. Poderão ser funcionários da própria empresa de transporte ou contratados localmente, mediante combinação prévia.

Lembre-se que o objectivo final de qualquer negócio é a satisfação do cliente, pelo que terá sempre que oferecer soluções funcionais e personalizadas para cada tipo de cliente. Se não tem veículos próprios para o transporte de jóias, peças valiosas ou cofres, opte por não fornecer esse serviço.

A organização é crucial e o cumprimento dos prazos de entrega é fundamental para o sucesso da sua empresa de transporte. Para oferecer o orçamento, opte por uma das seguintes bases de cálculo: preço fixo de tabela, preço por quilómetro, preço por quilograma ou preço por volume.

É um negócio onde a concorrência é forte e deverá ponderar bem as opções. Já pensou em constituir, em vez disso, uma empresa de transporte de medicamentos ou uma empresa de transporte de produtos perecíveis? Fica a sugestão.

Mudanças de casa… faça você mesmo!

shutterstock_212240209

Está a pensar nas mudanças de casa, mas é daquele tipo de pessoas que prefere fazer tudo sozinho? Não sabe por onde começar? Este artigo é a sua solução!

Alugar carrinhas para o transporte de móveis e bens pessoais é talvez a primeira coisa em que vá pensar … mas começa mal! Não devemos pensar em mudanças de casa sem antes pensarmos no que temos e como vamos transportar as coisas. Imagine que o sofá da sala não cabe nas carrinhas para transporte de móveis que alugou? Antes de mais, deve medir os bens maiores que quer incluir nas mudanças de casa. Os sofás, as camas e armários maiores devem ser sempre a preocupação inicial a ter quando aluga carrinhas para transporte de móveis. Deve escolher o tamanho ideal para as suas coisas para evitar contratempos.

Não precisa de ir muito longe para encontrar a carrinha ideal, basta fazer uma pesquisa acerca das melhores empresas de mudanças de casa, que se comprometam a fazer um trabalho de extremo profissionalismo. Além disso, é muito importante que encontre empresas que lhe forneçam diversas opções para alugar carrinhas para transporte de móveis que se adeqúem às suas necessidades.

Tenha em atenção que, ao alugar carrinhas para transporte de móveis, implica que você empacote e acondicione tudo, por isso, deixamos aqui umas dicas que lhe irão facilitar a vida:

  • Ao alugar uma carrinha, mesmo que seja com motorista, muitas vezes estes não ajudam a fazer as cargas dos seus bens, portanto, não se esqueça que é mais fácil colocar primeiro os móveis e só depois as caixas;
  • Não deixe os seus bens dentro da carrinha mal arrumados e acondicionados. Uma boa arrumação dentro das carrinhas para transporte de móveis minimiza o risco de algum bem se estragar durante a viagem;
  • Nas mudanças de casa, se transportar objectos de valor ou se alugou uma carrinha com motorista, deve transportar esses bens na sua viatura pessoal para evitar situações desagradáveis;
  • Ao embalar os seus bens comece sempre pelos que menos precisa. As arrumações de  mudanças de casa não se fazem de um dia para o outro. Embale sempre algum vestuário, comida e água numa caixa à parte e de fácil acesso.
  • Já que está a fazer as mudanças de casa, aproveite para mandar limpar os tapetes ou carpetes. Aproveite que alugou carrinhas para transporte de móveis, pois, assim, torna o transporte para a lavandaria muito mais fácil.

Agora que já sabe as dicas para as mudanças de casa, ponha mãos à obra!

Mudanças em Lisboa, sem stress!

shutterstock_286410185

Para muitos, mudanças significa stress e dores de cabeça! Saiba que existem formas de fazer mudanças em Lisboa sem sentir um arrepio na espinha só de imaginar a confusão e o transtorno que terá!

Na área metropolitana de Lisboa, encontra empresas de transportes onde terá um atendimento personalizado que atende as suas necessidades do princípio ao fim sem complicações e de uma forma organizada e eficaz. Estas empresas de transportes garantem mudanças parciais ou mudanças completas, sempre acompanhadas por técnicos experientes, que desmontam, embalam com cuidado os seus objetos e artigos frágeis, transportam e montam no local que desejar sem ter necessidade de se preocupar.

No entanto, para evitar quaisquer contratempos nas suas mudanças em Lisboa, deverá garantir que as empresas de transportes lhe fazem um inventário com tudo o que deseja transportar, e, posteriormente, um contrato que garanta que os seus bens serão protegidos e bem tratados, onde deve constar, obrigatoriamente, o preço total do serviço que está a contratar.

Não existem mudanças em Lisboa fáceis mas, com a planificação e organização que as empresas de transportes lhe oferecem, não sentirá o caos habitual quando se pensa na palavra mudar! Portanto, organize-se! E lembre-se que a primeira decisão a tomar quando pensar em fazer mudanças em Lisboa é quais são as empresas de transportes que melhor se adequam às suas necessidades. É fundamental ter referências sobre as empresas de transportes na hora da pesquisa e saber qual a melhor para si.

Em conclusão, não há quaisquer razões para ter receio das mudanças em Lisboa. Sim, existem boas e más empresas, mas o transporte das suas coisas não tem segredos e será feito com todo o profissionalismo, se optar por empresas de transportes credenciadas, que trabalham com profissionais competentes. Assim que definir a data da sua mudança, procure a melhor opção para evitar calafrios na hora de mudar de casa.